Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

6 coisas de que gostámos no Queer Lisboa 22

Queer Lisboa 22.jpg

Este é um artigo escrito a seis mãos por três pessoas que colaboram com o dezanove: Luís Veríssimo, Paulo Monteiro e Sofia Seno. E o desafio era esse mesmo: mostrar as diferenças e o que mais gostaram ou impressionou do que viram e viveram no Queer Lisboa 22.

 

Quem venceu o Queer Lisboa 2018 (com vídeos)

41846251_10156432244650792_8867139572354514944_o.j

“Marilyn”, de Martín Rodríguez Redondo, nas longas-metragens de ficção e “Room for a Man”, de Anthony Chidiac, foram os grandes vencedores deste Queer Lisboa. Mas ainda há a destacar os prémios entregues a “Would You Look At Her”, de Goran Stolevski, na competição de curtas e na de In My Shorts “Mathias”, de Clara Stern. A 22ª edição do Queer Lisboa foi, sem dúvida, surpreendente. Estando num processo claro de rejuvenescimento, o Festival tenta captar mais público, sobretudo mais jovem. Como tal as histórias que vimos foram também elas um pouco mais jovens e, isso, reflectiu-se nos prémios atribuídos.

"Uivo" de James Franco na estreia do Queer Lisboa 15

James Franco é daqueles actores de Hollywood que, de tão versátil que é, tão depressa faz de vilão na trilogia "Homem-Aranha" como encarna o activista dos direitos LGBT Scott Smith, no filme "Milk". Esta versatilidade tem valido a Franco muitos e grandiosos elogios, fazendo com que o actor tenha sido escolhido para apresentar a cerimónia dos Óscares em Fevereiro último, no ano em que também recebeu a sua primeira nomeação para os prémios da Academia como Melhor Actor. Nascido James Edward Franco em 1978, em Palo Alto, na California, é já considerado como um dos melhores actores da sua geração.