Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

Em Portugal e no Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

A interseccionalidade no poder judiciário português: que caminho?

banner opiniao_mcc.png

Em 1989, Kimberlé Crenshaw cunhou o termo interseccionalidade no artigo "Demarginalizing  the Intersecction of Race and Sex: A Black Feminist Critique of Anti-Discrimination Doctrine"  analisando-a como se de uma metáfora se tratasse para representar as diversas camadas existentes  dos sistemas de opressão social, incidindo o seu estudo nas desigualdades de género, raça e classe: "a discriminação, tal como o trânsito num cruzamento, pode fluir numa direcção e pode fluir noutra. Se ocorrer um acidente num cruzamento, este pode ser causado pelos carros que circulam  em várias direcções e, por vezes, em todas elas.

"Mulheres Livres, Homens Livres: Sexo, Género, Feminismo" de Camille Paglia

mulheres livres homens livres.jpg

Considerada como uma das intelectuais mais influentes da actualidade e uma das principais teóricas dos “pós-feminismos”, ganhando destaque internacional após a publicação do seu livro Personas Sexuais (1990) - obra adaptada da sua tese de doutoramento na qual critica veementemente o feminismo e defende o poder criador da masculinidade e homossexualidade masculina -, o pensamento de Paglia mostra controvérsia e até certa contradição aos princípios feministas que diz advogar, prova disso é a sua recente obra “Mulheres Livres, Homens Livres: Sexo, Género, Feminismo”, publicada originalmente em 2017 e traduzida para português um ano depois por Hélder Moura Pereira com a chancela da Quetzal.

 

Arda Academy e Shesaid.so Portugal lançam bolsas de estudo para mulheres e pessoas não conformes de género

Studio Engineering_Arda Academy2

A Arda Academy e acomunidade shesaid.so Portugal lançam em parceria um programa de atribuição de bolsas de estudo para mulheres e pessoas não conformes de género para o ano lectivo 2023/2024.

 

Convocatória Nacional de textos em prosa subordinados ao tema: «o desejo queer entre mulheres»

7bonecas literatura queer

O projecto independente as7bonecas lança, no próximo dia 21 de Dezembro, uma convocatória literária, subordinada ao tema «o desejo queer entre mulheres». Na sua primeira edição, este projecto conceptualizado e coordenado por Stella Faustino e Joana Rosa, que se propõe a encorajar a criação literária queer em Portugal e a autoria de mulheres, conta com ilustrações de Tamara Alves e com um grupo de juradas composto por Amanda Ribeiro, jornalista e editora do P3, Ana Bessa Carvalho, investigadora e professora na Universidade do Minho, Luísa Semedo, professora, activista e autora e Helena Ales Pereira, jornalista e editora.
 

Competência e talento não têm género! 

Rita Rodrigues.png

Dizem que a vida é feita de escolhas e que temos o poder do livre-arbítrio, mas ao mesmo  tempo as nossas escolhas já são pré-concebidas, vivemos numa sociedade em que ainda há  profissões que são de homens e profissões para as mulheres, vivemos numa sociedade que nos  faz acreditar que nós, mulheres, temos de nos diminuir para cabermos em lugares onde não  cabemos, vivemos numa sociedade em que para ter sucesso a mulher tem de agradar, mas para  agradar ela não pode ser demasiado bem-sucedida.  

 

 

Malta FC: O clube de futebol feminino que pretende libertar-se das amarras da sociedade

malta fc futebol mulheres amadora

Malta Futebol Clube é o nome do mais recente clube da Amadora, que surgiu da necessidade de se criar um espaço de pertença, um espaço que celebre, promova, privilegie e tenha como prioridade o bem-estar das mulheres e a cooperação entre elas. Treinam às quintas-feiras e ao domingo e estão abertas à integração de pessoas que se identifiquem como mulheres, não olhando à idade e/ou à habilidade.

O dezanove.pt foi conhecer um pouco mais deste projecto.

 

 

 

Clube Safo 25 anos: “Um compromisso com as vidas das mulheres que têm relações com mulheres”

Alexandra Santos Clube Safo.JPG

No ano em que o Clube Safo - organização de defesa dos direitos das mulheres lésbicas - faz 25 anos de existência, entrevistámos Alexandra Santos, membro da direcção.

 

 

Hoje é dia de não usar soutien. Descobre o porquê

nobraday dia sem soutien.jpg

Apesar de não se saber qual a origem exacta do “No Bra Day” – “Dia de não usar soutien”, a data é assinalada desde 2011, com o principal objectivo de fazer crescer a consciência para a importância da detecção atempada do cancro da mama, reconhecendo os sintomas e proceder a auto-avaliações e mamografias de forma regular.

Homossexualidade, Identidade de Género e Mulheres em Fernando Pessoa

Fernando Pessoa_NEW.png

Acaba de ser publicado em Portugal o livro "Fernando Pessoa, a homossexualidade, a identidade de género, e as mulheres". Trata-se de um trabalho de investigação organizado por Víctor Correia e realizado nos dois últimos anos, percorrendo a vasta obra de Fernando Pessoa. Neste livro estão também incluídos alguns pequenos inéditos de Fernando Pessoa, deixados de lado pelos investigadores, considerados de pouco interesse. Editado  pela Nota de Rodapé Edições o livro chega agora às livrarias portuguesas.