Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

“Transformar hoje para ter voz amanhã!” - A 3ª edição da Marcha de Viseu pelos Direitos LGBTI

viseu.jpg

No passado Domingo, dia 11 de Outubro, realizou-se a 3ª edição da Marcha de Viseu pelos Direitos LGBTI+. Num ano pandémico que veio trazer dificuldades à participação cidadã em espaços públicos, adiando grande parte das marchas LGBTI+ em Portugal para um tempo indeterminado, a 3a Marcha de Viseu pondo constrangimentos e descrenças quanto à sua realização de parte, mostrou-se revelar-se um sucesso.

 

Intolerância crescente contra a população LGBTI na Polónia (com vídeos)

Foto: Silar Wikimedia CC BY-SA

Actualmente a Polónia tem vivenciado um aumento do discurso de ódio e discriminação contra as pessoas LGBTI. Exemplos disso são as situações, cada vez mais frequentes, de grupos organizados que invadem e perturbam desfiles de orgulho LGBTI realizados em várias cidades polacas.

 

Marcha do Orgulho LGBTI+ de Lisboa sai hoje à rua

Orgulho em Lisboa.jpg

São 20 anos de Marcha, 45 de liberdade e 50 desde Stonewall. Nascida em 2000, a Marcha foi uma conquista entre outras: a descriminalização da homossexualidade em 1982; o primeiro arraial em 97; a união de facto entre duas pessoas do mesmo sexo em 2001; as várias leis anti-discriminação entre 2003 e 2007; a aprovação do casamento civil em 2010; a adopção e apadrinhamento em 2015; a Procriação Medicamente Assistida (PMA) em 2017 e a autodeterminação da identidade de género, expressão de género e proteção das características sexuais em 2018.

 

Emanuel Caires: "Começar a fazer activismo na Madeira não foi fácil"

Emanuel Caires.png

Para mim, a Revolta de Stonewall é uma referência e uma inspiração. Não só este episódio em específico, mas todas as pessoas que, principalmente depois da 2.ª Guerra Mundial, reagiram às agressões de que eram alvo diariamente, e às constantes violações de direitos humanos que atingiam a comunidade LGBTI+. Vejo Stonewall como o início do fim da repressão.

 

 

António Serzedelo: 50 anos de Stonewall e o activismo em Portugal

António Serzedelo.png

50 anos da Revolta de Stonewall, 28 de Junho 1969, marcam o início das lutas Gays, hoje chamadas LGBT+ pelos seus Direitos Civis e Humanos.

 

 

Noé João: "Ainda há pessoas que são oprimidas e invisibilizadas"

banner opiniao_Noé João.png

A  Revolta de Stonewall, do dia 28 de Junho de 1969, significa para mim o estalar do verniz relativamente a toda e qualquer tipo de violência e discriminação contra a população LGBTI+, arrastando consigo, a discriminação de outras minorias naquele contexto específico. Como foi o caso de Marsha P. Jonhson, uma mulher trans negra e activista, que esteve engajada na luta dos negros/negras LGBTI+, e que confrontou o sistema do patriarcado.