Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Todas as tatuagens contam uma história

Rita Rodrigues

Alguma vez sentiram vontade de ser outra pessoa? Sentiram que o vosso corpo não vos pertence? Já olharam para o vosso reflexo no espelho e não se identificam com o que estão a ver?

As pessoas trans vivem o seu dia-a-dia a sentirem que estão presos no corpo errado, cada vez que olham para o espelho têm de enfrentar a disforia de género e as tatuagens são uma forma delas aprenderem a amar mais os seus próprios corpos. Para muitas pessoas as tatuagens são um grito de liberdade, de afirmação e um acto de amor próprio.

Todas as tatuagens contam uma história.

Desde o seu aparecimento que tatuagem tem tido vários significados como a diferenciação das tribos, rituais, crenças religiosas, como forma de contestação social, como homenagem a alguém que amamos, entre tantos outros significados. Durante muitos anos as tatuagens foram marginalizadas, contudo isso mudou e a tatuagem passou a ser vista com outros olhos.

As tatuagens são obras de arte que além de nos permitirem modificar o nosso corpo ajudam-nos a esconder algumas “imperfeições”. Trabalhei durante algum tempo numa barbearia que tinha um estúdio de tatuagens e foram vários os tipos de clientes com as mais diversas histórias, alguns com homenagens aos seus ídolos, aos seus familiares, aos seus parceiros, outros inspirados em algum filme, série ou livro de que gostaram, também aqueles
que usam as tatuagens para marcar algum momento importante da sua vida, aqueles que vão cobrir uma tatuagem antiga e foram muitos os que vi entrar para tapar cicatrizes.

As cicatrizes deixam marcas no nosso corpo e lembram-nos constantemente do trauma ou lesão que deixaram aquela marca, às vezes fazer uma tatuagem não é apenas uma forma de escondê-la, mas sim uma maneira de celebrar o facto de terem sobrevivido e de terem superado aquele trauma, essas tatuagens representam a força que tiveram para ultrapassar todas as adversidades.

Em conversa com uma tatuadora, fiquei a saber que nem todas as pessoas trans querem esconder as suas cicatrizes, algumas preferem mostrá-las orgulhosamente como parte do seu percurso e da sua história, aquelas marcas representam tudo o que tiveram de viver para conseguirem chegar à sua meta.

 

"nem todas as pessoas trans querem esconder as suas cicatrizes, algumas preferem mostrá-las orgulhosamente como parte do seu percurso e da sua história, aquelas marcas representam tudo o que tiveram de viver para conseguirem chegar à sua meta." 

 

Muitas pessoas trans usam as tatuagens para esconder ou embelezar as marcas da cirurgia, para essas pessoas a transição começa com as tatuagens já que estas permitem-mos recriar o nosso corpo em algo que acreditamos ser melhor. As tatuagens permitem recuperar uma parte do corpo que estava perdida e para um tatuador é uma honra ser escolhido para participar nesse processo de transformação já que algumas pessoas escondem essas cicatrizes até das pessoas mais próximas. As tatuagens permitem-lhes viver um futuro a que sentem que pertencem, escolhem o desenho, criam a história por trás do desenho e como este se relaciona com as pessoas que as fazem.

Todas as tatuagens contam uma história e que incrível que é termos o poder de mudar o futuro com a nossa história!

 

Rita Rodrigues