Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Como foi concorrer no Mister Senior Netherlands (e ficar em quarto lugar e vencer nas categorias Favorito do Público e Melhor Talento)

 

miguel martins.png

 

Em Janeiro deste ano, fui seleccionado como finalista da 1ª edição do Mister Senior Netherlands - um concurso de beleza/personalidade nos Países Baixos. O que torna este concurso tão especial é o facto de, pela primeira vez, se criar um concurso deste género para homens acima dos 30 anos e sem qualquer limite de idade. Pessoalmente, nunca me considerei especialmente bonito, mas acreditei que, com a minha experiência de vida, poderia adicionar algo ao concurso. Para minha satisfação, o júri responsável pela selecção dos finalistas viu algo em mim e deu-me uma oportunidade.

 

 

Por que razão decidi concorrer?

Nos últimos dois anos, além do meu trabalho como tradutor e revisor de literatura de teor clínico, tenho tido a oportunidade de trabalhar como actor e modelo fotográfico/comercial nos Países Baixos e na Bélgica. Comecei por receber ofertas para projectos mais pequenos, mas neste momento já começo a receber ofertas para projectos mais interessantes. Porém, ainda estou numa situação em que tenho de ser eu a procurar trabalho nestas áreas. O meu objectivo é começar a ser procurado, em vez de ter de ser eu a procurar. Para isso, preciso de me dar a conhecer. Foi assim que surgiu a ideia de participar no concurso Mister Senior Netherlands, que é uma excelente plataforma para me dar a conhecer melhor. 

Porém, durante este percurso de 5 meses até à final, os meus objectivos ganharam uma nova dimensão. De repente, começou a haver um interesse enorme em mim e na minha história por parte dos media. Percebi então que neste momento tenho uma excelente oportunidade - e o dever! – de usar a minha corrente visibilidade para contribuir para um mundo melhor. Pensei em várias causas às quais me poderia dedicar e pareceu-me por bem dedicar-me a algo que me diz respeito pessoalmente e onde ainda muito precisa de ser feito. Decidi dedicar-me à defesa dos direitos LGBT. Apesar de não se tratar de uma competição gay, o Mister Senior Netherlands não só abre as portas a qualquer pessoa independentemente da sua orientação sexual, como também nos oferece um lugar seguro e livre de julgamento ou preconceito, onde todos os finalistas são constantemente encorajados a serem eles mesmos. Nos últimos 5 meses, escrevi artigos para entidades como o Gay Star News no Reino Unido, o Hornet nos Estados Unidos, o dezanove em Portugal, entre outros. Fiz questão de escrever artigos pessoais e honestos. Como resultado, tenho recebido mensagens de pessoas de todo o mundo, que leram os meus artigos e que, de uma forma ou de outra, se identificaram com a minha história pessoal e com os assuntos que abordei e que me quiseram agradecer por ter tornado esses assuntos mais visíveis.

 

Fiz questão de escrever artigos pessoais e honestos. Tenho recebido mensagens de pessoas de todo o mundo, que leram os meus artigos e que, de uma forma ou de outra, se identificaram com a minha história

 

foto.jpg

Quando teve lugar a final do Mister Senior Netherlands e qual foi o resultado?

Depois de um enriquecedor percurso de 5 meses, a Grande Final da 1ª edição do Mister Senior Netherlands decorreu no domingo, dia 17 de Junho. Infelizmente não assegurei o 1º lugar, mas este ficou em mãos bem capazes. No que me diz respeito, fui eleito “3rd runner-up” (4º classificado) e fui o grande vencedor nas categorias de Favorito do Público e de Melhor Talento. Não estaria a ser completamente honesto se dissesse que não fiquei triste com o 4º lugar, mas dá-me satisfação saber que o grande vencedor tomará muito bem conta deste cargo. E a verdade é que me deu igual satisfação vencer nas categorias de Favorito do Público e de Melhor Talento. O júri que nos avaliou ontem não nos conhece e teve de basear a sua avaliação somente no que viu em palco. Os fãs, porém, seguiram-nos ao longo deste percurso de 5 meses. Ter sido o eleito por eles fez-me sentir muito especial.

Quanto à vitória na prova de talento, confesso que foi este o melhor momento da noite para mim. Como talento, decidi contar a minha história pessoal através de uma coreografia com uma mensagem muito forte. Estou a falar da história de alguém que cresceu numa aldeia pequena e onde se sentiu diferente, que sempre sentiu medo de ser julgado, de ser rejeitado ou mesmo maltratado. Estou a falar de alguém que, por ser diferente, foi vítima de “bullying” durante toda a infância e adolescência.

Apresentei a minha coreografia em tronco nu, envolto em ligaduras que mostravam a minha fragilidade e as minhas “broken parts”, referidas na letra do tema que escolhi para acompanhar a coreografia. Os que assistiram ao filme “O Grande Showman” estarão certamente familiarizados com o tema “This is Me”, em que se pode ouvir:

 

I am not a stranger to the dark
Hide away, they say
'Cause we don't want your broken parts
I've learned to be ashamed of all my scars
Run away, they say
No one'll love you as you are

 

Escritas no meu corpo seminu, estavam palavras como “fag”, “freak” e “weak”, onde eu me mostrava fragilizado pela crueldade do mundo, mas jamais como vencido. Pelo contrário, lutava contra esta crueldade, usando estes desafios como formas de me tornar imune e de ganhar esta batalha. Por se tratar de uma história tão pessoal, senti cada movimento com uma intensidade que me é difícil descrever. Porém, fiquei com a impressão de que me tinha corrido melhor em casa do que quando apresentei a minha prova de talento ao júri. Acreditei que não tinha conseguido passar a minha mensagem da forma que pretendia e muito menos impressionar. Ontem, quando anunciaram o meu nome, tive a prova de que afinal a minha mensagem não só passou, como tocou as pessoas que viram a minha prova de talento. Houve pessoas que me disseram que os deixei quase a chorar tal foi a intensidade da minha actuação. Investi muitas horas diárias de trabalho na preparação desta coreografia e, como havia um grande esforço físico, fiquei com o corpo cheio de nódoas negras e os pés cheios de bolhas (que, de forma conveniente, até se adequaram à letra e à mensagem que eu queria transmitir). Valeram a pena todas as nódoas negras!

 

O que vem a seguir?

É importante mencionar que não sinto que, depois da final, chegou o fim. Pelo contrário, é o início de uma nova e empolgante era. Sem dúvida, continuarei a estar ligado a esta organização e com certeza farei aparições públicas e estarei envolvido em diferentes actividades relacionadas com o concurso. 

Apesar de não ter assegurado o 1.º lugar, a minha mensagem, a minha motivação e os meus objectivos são exactamente os mesmos: quero contribuir para um mundo melhor e quero voluntarear-me para ajudar em causas que possam contribuir para isso. Neste momento, ainda não sei ao certo qual será o melhor rumo a tomar. Para já, tenciono continuar a criar visibilidade para problemas que afectam a comunidade LGBT. Mas gostaria de contribuir com muito mais! Por isso, gostaria de convidar os leitores do dezanove que poderão estar a ler este artigo a contactarem-me caso acreditem que eu possa ajudar com alguma iniciativa ou projecto. Eu permanecerei disponível.

 

Artigo da autoria de Miguel Martins, quarto qualificado no concurso Mister Senior Netherlands e vencedor nas categorias Favorito do Público e Melhor Talento. Podes seguir o Miguel Martins no Facebook. Foto de Hans Lachman

 

Tenciono continuar a criar visibilidade para problemas que afectam a comunidade LGBT. Mas gostaria de contribuir com muito mais! Por isso, gostaria de convidar os leitores do dezanove que poderão estar a ler este artigo a contactarem-me caso acreditem que eu possa ajudar com alguma iniciativa ou projecto. Eu permanecerei disponível.