Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Acompanha aqui o #orgulho2017

É de Barahona Possollo o retrato oficial de Cavaco Silva

PR_Cavaco_Possollo.jpg

E o tabu está desfeito: quem pintou o ainda Presidente da República, Cavaco Silva, para o seu retrato oficial foi o pintor Barahona Possollo.

 

Carlos Barahona Possollo foi a escolha de Aníbal Cavaco Silva para ser o pintor do seu retrato oficial como Presidente da República. Barahona Possollo junta-se a nomes como Paula Rego, que retratou Jorge Sampaio, Júlio Pomar, que pintou Mário Soares, e Luís Pinto Coelho, que deu cor à tela Ramalho Eanes.

Segundo o site da Presidência, a apresentação do retrato oficial do Presidente da República decorreu no Palácio de Belém, com a presença do seu autor. O quadro passará a integrar a Galeria de Retratos dos antigos Presidentes, no Museu da Presidência da República, a partir do próximo dia 9 de Março.

 

Possollo.jpgBarahona Possollo nasceu em Lisboa em 1967. Licenciado em Pintura pela Faculdade de Belas Artes da universidade de Lisboa foi um dos contribuidores com o seu trabalho para os Correios de Portugal. Tem trabalhos expostos no Banco de Portugal, no Museu das Comunicações, U.C.C.L.A., na Casa Branca (Washington) e no Istituto per le Opere di Religione (Vaticano).

Em 2013 o pintor foi o autor da controversa exposição “All you can eat”, que remetia para a desmesura e para o excesso, onde os tradicionais sete sabores (ácido, amargo, doce, picante, salgado, metálico e umami) eram o mote, explorando a língua como órgão sexual, através de uma pornografia renascentista (mais ou menos) explícita. Foi considerada nos prémios de 2013 do dezanove a exposição do ano.

 

Retrato: Presidência da República

Fotografia: Facebook de Carlos Barahona Possollo

Luís Veríssimo