Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

O que já sabemos sobre o Queer Lisboa 19 e o Queer Porto 1 (com vídeos)

 

queer.jpg

"Sangue Azul" (2014) de Lírio Ferreira abre o primeiro Queer Porto e "Eisenstein in Guanajuato" (2015), de Peter Greenaway encerra a 19ª edição do Queer Lisboa. João Ferreira e Nuno Galopim levantaram um pouco a ponta do véu sobre a programação para as duas cidades, em conferência de imprensa que decorreu esta terça-feira.

Greenaway assina o controverso biopic sobre o visionário cineasta russo Sergei M. Eisenstein, focando a narrativa na altura em que o realizador se deslocou ao México para filmar “Que Viva México” de 1979. O filme de Lírio Ferreira é uma fábula lírica que se centra em Pedro (Daniel de Oliveira), ou “Zolah, o Homem-Bala” de um circo itinerante, que regressa às origens, à ilha de Fernando de Noronha.

A grande novidade do Queer Lisboa 19 é a passagem da secção QueerArt de mostra para secção competitiva. Foram já revelados os títulos que vão compor esta secção competitiva: “Batguano” (2014), de Tavinho Teixeira, “Cancelled Faces” (2015), de Lior Shamriz, “Me Quedo Contigo” (2015), de Artemio, “Nova Dubai” (2014), de Gustavo Vinagre, “Paulines’Arrache” (2015), de Émilie Brisavoine,  “Sueñan los Androides” (2014), de Ion de Sosa, “Tots Els Camins de Déu” (2014), de GemmaFerraté, e “Videofilia (Y Otros Síndromes Virales)” (2015), de Juan Daniel F. Molero. Integram o júri QueerArt Marc Siegel (professor de Estudos de Cinema), Justin Jaeckle (artista e curador) e Susana de Sousa Dias (realizadora).  O Queer Lisboa realiza-se de 18 a 26 de Setembro no Cinema São Jorge. Os bilhetes estarão à venda a partir de 2 de Setembro.

Depois da edição zero no ano passado, em Outubro acontece o Queer Porto 1 – Festival Internacional de Cinema Queer com programação própria. O primeiro Queer Porto será acolhido pelo Teatro Municipal Rivoli, Maus Hábitos, Mala Voadora e Galeria WrongWeather. Esta edição conta com uma competição para Melhor Longa-Metragem de ficção ou documental, à qual concorrem 12 títulos. O prémio para Melhor Filme é atribuído pela RTP 2, pela compra dos direitos de exibição, no valor de três mil euros.

O Queer Lisboa 19 e o Queer Porto 1 têm um custo global de 170 mil euros, com um financiamento directo garantido no valor de 150 mil euros e indirecto de 20 mil euros.

 

Luís Veríssimo