Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

5ª Marcha pelos Direitos LGBTI de Viseu marcada para 9 de Outubro

Marcha LGBT Viseu

Viseu vai marchar pela quinta vez em defesa dos Direitos das pessoas LGBTI.

A Plataforma Já Marchavas convocou no passado dia 22 de Maio, no Parque de Merendas do Fontelo, uma reunião aberta para a organização da 5.ª Marcha de Viseu pelos Direitos LGBTQIA+, no qual ficou decidido que esta se realizará nesta cidade a 9 de Outubro de 2022

Sob o mote “Um movimento em Marcha”, celebrando o caminho histórico do movimento LGBTQIA+ em Portugal, que este ano convoca cerca de 20 marchas em todo o país, a plataforma explica que  pretende "a construção de um movimento político no combate à discriminação pelo fim da violência e da opressão motivada pela orientação sexual; identidade e/ou expressão de género e característica sexuais".

Em 2022, o movimento celebra os 40 anos da Despenalização da Homossexualidade em Portugal (1982); os 32 anos da despatologização da Homossexualidade da Lista Internacional de Doenças Mentais (OMS); e os 17 anos da Manifestação STOP Homofobia, em Viseu, recordamos a importância da participação cidadã e colectiva na transformação política e social que fazem a democracia portuguesa.

A Já Marchavas denuncia ainda a patologização da orientação sexual enquanto doença ou “comportamento de risco”; a reivindicação pelo fim das terapias de “conversão sexual”; a importância da educação sexual nas escolas; a protecção da  autodeterminação de género e características sexuais das pessoas LGBTQIA+, assim como assinalamos a construção de políticas de asilo que assegurem a segurança de todas as pessoas refugiadas/migrantes em Portugal.

A Plataforma Já Marchavas irá realizar mais reuniões ao longo dos próximos meses, sempre de espírito aberto à participação de todas as pessoas e colectivos.

Recorda aqui como foi a 4.ª edição da Marcha de Viseu pelos Direitos LGBTQIA+