Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Como Viseu mudou entre 2005 e 2018 (com vídeos)

marchamos.jpg

Em 2005, ocorreu em Viseu uma manifestação contra a homofobia, denominada Stop Homofobia, depois de pessoas homossexuais da cidade terem sido agredidas.

 

Treze anos depois, no dia 7 de Outubro de 2018, realizou-se em Viseu a 1.ª Marcha Pelos Direitos LGBTI+, tendo participado mais de 20 organizações locais, para além das de Vila Real, Bragança, Coimbra, Porto e Lisboa. Decorreu a um domingo e foi um sucesso. Dois filmes vêm agora mostrar a mudança que atravessa a cidade.

Este Sábado às 22h será apresentada a antestreia do filme “Marchamos” (2018), de Tiago Resende, no espaço Carmo 81, que retrata a manifestação deste ano. “Marchou-se pelo presente e pelo futuro, unindo, desta forma, a vontade de quem é pró-activo na defesa dos direitos básicos do ser humano e na tentativa de eliminar a violência e a exclusão. Mais de mil pessoas Marcharam em Viseu. A Câmara Municipal de Viseu ignorou a Marcha ao não ter participado nela e recusou participar neste filme. Este documentário tenta passar o testemunho de todas e todos aqueles que participaram na primeira Marcha de Viseu, uma marcha que ficará na história da cidade”, descreve a sinopse do filme. A 16 de Dezembro o documentário ficará disponível no YouTube. 

Entretanto, ficou online um vídeo realizado pelo grupo LGBTI Viseu sobre a Marcha. Trata-se de um elemento que vem enriquecer a exposição fotográfica sobre a marcha, que está patente no Tito's Bar, em Viseu até 28 de Dezembro. O vídeo foi editado por Ana Ferreira.