Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

O melhor do 17 de Maio em Portugal

17 maio.jpg

Desta vez assinalou-se o 17 de Maio, Dia Mundial de Luta contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia, em modo de confinamento. Mesmo assim, houve o orgulho mostrou-se na rua e nas redes sociais.

António Costa relembrou nas redes sociais que “uma sociedade verdadeiramente livre e tolerante é aquele que aceita todos como iguais e não discrimina ninguém”.

Em Lisboa, Almada e Loures foi hasteada a bandeira do arco-íris. Se na Câmara Municipal portuguesa o gesto é já habitual, no caso de Loures, a bandeira LGBTI foi hasteada, pela segunda vez, no Palácio dos Marqueses da Praia e Monforte. Do outro lado do Tejo, a Câmara de Almada também assinalou a data. Também as juntas de freguesia da Misericórdia e da Penha de França (Lisboa) hastearam a bandeira.

A Juventude Popular da Madeira também assinalou a data no Facebook. Os jovens do CDS Madeira recordaram que a “Carta Personalista da Juventude Popular afirma com toda a veemência que 'todos os homens têm os mesmos direitos, sem discriminações'. Esta é a nossa base ideológica. A igualdade de direitos e deveres entre todos os cidadãos sem qualquer distinção! Somos sempre contra qualquer tipo de discriminação e acreditamos também que 'é dever do homem respeitar e proporcionar aos demais, os direitos que reclama para si próprio', como também está escrito na nossa Carta Personalista. Estaremos sempre do lado do combate às discriminações e ao preconceito”.

Já no Facebook, a PSP relembrou que “tem trabalhado no policiamento de crimes de ódio contra pessoas que são LGBTI (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e intersexo), garantindo que as vítimas possam apresentar as denúncias junto das Esquadras”. Quem viver na zona de Lisboa, “se for vítima deste tipo de crime, pode deslocar-se a uma destas Esquadras especializadas para uma Resposta Integrada de Apoio à Vítima (RIAV), como o Espaço Júlia (Alameda Santo António dos Capuchos), a Casa das Maria (Rua do Espargal n.º18 – Oeiras) e no Campus de Justiça de Lisboa (Avenida D. João II, 1.08.01, Edf E)”.

Destaque ainda para os leitores do dezanove.pt, que nos enviaram, a partir de diferentes pontos do país, as suas fotos deste 17 de Maio, cheio de orgulho e cor. Vê aqui o álbum.