Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Publicidade

Não vai haver bandeira do arco-íris hasteada no Porto. Associações LGBTI acusam autarquia de “falta de sensibilidade”

bandeira arco iris porto 17 maio

Um comunicado de imprensa divulgado este sábado pelo Conselho Consultivo para as questões LGBTI (CCLGBTI) acusa a autarquia liderada por Rui Moreira de “falta de sensibilidade” por não hastear a bandeira do arco-íris no edifício dos Paços do Concelho do Porto na próxima segunda-feira, Dia Nacional e Internacional Contra a Homofobia, Bifobia e Transfobia.

 

Homofobia na Covilhã: Adolfo Mesquita Nunes alvo de panfletos homofóbicos

homofobia covilhã adolfo mesquita nunes.jpg

O candidato à Assembleia Municipal da Covilhã, Adolfo Mesquista Nunes, e Pedro Farromba, candidato à Câmara Municipal da Covilhã foram alvo de um ataque homofóbico. Foram criados e distribuídos pela cidade panfletos de teor homofóbico acusando a dupla de candidatos da coligação do CDS-PP e PSD.

Clube Safo 25 anos: “Um compromisso com as vidas das mulheres que têm relações com mulheres”

Alexandra Santos Clube Safo.JPG

No ano em que o Clube Safo - organização de defesa dos direitos das mulheres lésbicas - faz 25 anos de existência, entrevistámos Alexandra Santos, membro da direcção.

 

 

Ignacio Quereda, ex-seleccionador espanhol de futebol feminino, é denunciado por abusos: "Quero erradicar o lesbianismo e os maus hábitos!"

futebol feminino  machismo.jpg

O livro da jornalista Danae Boronat, intitulado “No las llames chicas, llámalas futbolistas” (“Não as chames miúdas, chama-as futebolistas”), denuncia múltiplos abusos perpetrados por Ignacio Quereda, seleccionador de futebol feminino em Espanha entre 1988 e 2015.  A Real Federação Espanhola de Futebol é, ainda, acusada de abafar as denúncias das atletas.

Comunidade LGBTQI+ de Angola chocada com a morte de Litilson

Litilson dezanove Angola Cabinda.jpg

O falecimento aconteceu na província de Cabinda, no norte de Angola, e está a abalar a comunidade LGBTQI+ de Angola. Litilson de 25 anos, foi, segundo algumas fontes e confirmado junto da Associação Íris Angola, alvo de um brutal espancamento.

 

"Eu não quero ter medo de ser quem sou" (vídeo)

Válter Cardeira.PNG

Um vídeo publicado no Instagram pelo actor Válter Cardeira esta madrugada, na sequência do movimento #VermelhoemBelém, está a mostrar o quão o ódio, o cyberbullying e a homofobia estão presentes em Portugal. Alertamos que o vídeo publicado abaixo tem conteúdo sensível. 

Vídeo de instagramer trans faz aumentar homofobia em Marrocos

desert-1101123_1280.jpg

Está a aumentar a homofobia em Marrocos. Desta vez, o foco foi uma instagramer trans marroquina, que vive na Turquia, e que incentivou a homofobia no seu país de origem. Ela mostrou como instalar a app e localizar gays no Grindr, uma aplicação de encontros dirigida a homens que têm sexo com homens.

IDAHOT - A 17 de Maio quebramos o silêncio!

Daniel Santos Morais.png

IDAHO [1] para IDAHOTB [2] ou IDAHOBIT [3], variam os acrónimos manifestados por quem, livremente, celebra o Dia Internacional contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia, num grito de luta contra a violência e discriminação sofridas pelas pessoas LGBTI+.

 

 

Vamos falar de homofobia?

Pedro Capitão

Ao que parece mudam-se os tempos, mas não se mudam as vontades. Não se muda a vontade de ter acesso a informação que é gratuita, nem a vontade de alargar horizontes. Mas vontade de nos mantermos uma sociedade preconceituosa, essa sim, ainda se vai manter durante algum tempo.

 

 

"Stonewall é todas as histórias que são nossas"

António Fernando Cascais

O meu primeiro contacto com a revolta de Stonewall remonta aos anos de faculdade, em Coimbra, em 1979-80, quando comecei a ter acesso a publicações e associações estrangeiras que o mencionavam, sobretudo as francesas como a Masques – Revue des Homosexualités, e mais tarde o Gai Pied.