Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Cores do arco-íris nas ruas de Ponta Delgada

A Marcha LGBT que percorreu este Sábado as ruas de Ponta Delgada foi a menos participada de sempre. Na terceira edição, cerca de 12 pessoas integraram a manifestação.

Segundo explicou Terry Costa, presidente da associação Pride Azores, em declarações
à Lusa, houve "pressões" para um "regresso ao armário" no arquipélago. "Foi muito visível que não estamos prontos para trabalhar esses assuntos, só queremos é tocar o assunto", referiu o mesmo responsável. Pela primeira vez, o Governo Regional dos Açores não se fez representar na marcha.
A marcha foi o culminar de três dias de actividades, que incluíram tertúlias, apresentações, exposições e projecção de filmes. A Pride Azores revelou ainda que no último ano recebeu 52 queixas relativas a casos de homofobia e bullying no arquipélago. Recorda aqui como foi o Pride Azores em 2012 e em 2013.

1 comentário

Comentar