Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Obama quer pôr ponto final na discriminação (vídeo)

 

O Presidente dos EUA e a Secretária de Estado Hillary Clinton, prometeram medidas para combater a violência e a discriminação a que os homossexuais americanos se encontram sujeitos quer em território americano, quer no exterior. Estas medidas serão ainda reforçadas com o alargamento de iguais benefícios para os homossexuais que trabalham nos organismos do governo americano.

 

“Não é justo, e não e a forma de ser dos americanos, vamos por isso pôr um ponto final na discriminação” disse Obama numa cerimónia que assinala o mês do orgulho gay e lésbico, em que estavam presentes políticos, activistas e outras pessoas que se destacaram na luta pela igualdade de direitos.

 

Há cerca de um ano, os mesmos participantes mostraram preocupação pela falta de resolução de uma das promessas de Obama aquando da campanha eleitoral. Desta vez, Barack Obama recebeu um forte aplauso dos presentes, devido a estas novas medidas.

 

Está previsto para a próxima quarta-feira que a administração Obama anuncie que casais do mesmo sexo possam ficar de baixa médica para cuidar dos filhos por razões de maternidade/parentalidade ou doença. Além disto, está no horizonte a eliminação de uma das medidas mais polémicas dos últimos anos nos EUA, a “não perguntes, não fales”, que impedia os homossexuais americanos de se assumirem como tal nas forças armadas.

 

Por sua vez Hillary Clinton declarou que o país "se encontra na direcção certa" e reafirmou o compromisso de proteger os direitos de todas as pessoas.” Clinton, lembrou que recentente o governo americano iniciou os procedimentos para facilitar a alteração de dados nos passaportes das pessoas transgéneras.

 

      

3 comentários

Comentar