Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

Em Portugal e no Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Aventureira Marielle e os mil tons de magia

aventureira-marielle-e-os-mil-tons-de-magiaNL48452.png

Depois de "Aventureira Marielle e o Dia da Fotografia", Marielle chega novamente até nós com mais uma aventura: é o dia de pintar o seu quarto, mas ela não sabe que cor escolher... Existem tantas maravilhosas! Mas, e quando se trata da cor da nossa pele? Será que encaramos o assunto da mesma forma?

"Liderança no Feminino: Barreiras, Desafios e Conquistas" de Maria Duarte Bello

lideranca-no-feminino-barreiras-desafios-e-conquistas.jpg

“Espero oferecer não só um reflexo da realidade actual, mas também ferramentas práticas e, ao mesmo tempo, inspiração para que cada leitora possa liderar com confiança e visibilidade, independentemente do sector ou ambiente.” Maria Duarte Bello

 

Mais de 20 entidades escrevem às Ministras de Administração Interna, Justiça e Cultura: Pela liberdade de escrever, de publicar, de ler

Foto:  https://pt.depositphotos.com/

Preocupadas e indignadas com os repetidos ataques de elementos da Habeas Corpus e do partido de extrema-direita “Ergue-te” a escritoras de livros infantojuvenis e a bibliotecários, à leitura tranquila numa Biblioteca pública e a apresentações de livros e debates, cerca de 20 entidades (associações, editoras, livrarias) escreveram esta manhã à Ministra da Administração Interna e à Ministra da Justiça, com conhecimento para a Ministra da Cultura.

Um Manual de Intervenção Psicológica para o bem-estar das pessoas LGBTQIA+

 

9789896931575_Manual de Intervenção Psicológica com Pessoas LGBTQIA+_300 dpi.jpg

A editora Pactor e o investigador e psicólogo Jorge Gato lançaram, no Espaço Cultural de Santa Catarina, na freguesia da Misericórdia, em Lisboa, o mais recente Manual de Intervenção Psicológica com Pessoas LGBTQIA+. A apresentação da obra foi efectuada por Dani Bento, presidente da ILGA Portugal. Presentes estiveram também os co-autores Luana Cunha Ferreira e Miguel Francisco Filipe.

"Manifesto pelas Identidades e Famílias: Portugal Plural" de João Costa

joão costa

“Fazer festa nos 50 anos do 25 de Abril é celebrar a inquietude perante a exclusão. É saber que vivo num país melhor, muito melhor, mas que ainda não é de todos e para todos. É saber que enquanto houver segregação, pobreza, desigualdade, exclusão, o caminho está aqui para ser trilhado. É cantar por cada passo dado, com os olhos postos em todos os impossíveis que ainda estão por desbravar.”

"Dissidências e Resistências Homossexuais no Séc. XX Português" de António Fernando Cascais

dissidências homossexuais

“A história da homossexualidade é a história de tudo quanto foi infligido às pessoas homossexuais a pretexto de o serem, mas é, no mesmo pé, a história de todas as formas pelas quais elas reagiram e se defenderam, construindo e reconstruindo contra-identidades de resistência.”

 

 

“Os 99 namorados de Micah Summers” – um livro de Adam Sass

os-99-namorados-de-micah-summersTB72143-scaled.jpg

Lançado em Abril do presente ano, o livro “Os 99 namorados de Micah Summers” é da autoria de Adam Sass, com tradução de Pedro Póvoa e edição pertencente à Secret Society. A obra, de 400 páginas, tem uma capa e design da mesma (a par do marcador no seu interior), bastante atractiva e de uma beleza diferenciadora. 

 

 

Vamos Falar sobre Aquilo: O Guia para Adolescentes sobre Identidade, Sexo e Relações

003775697.jpg

O que estou a sentir é normal? Estas mudanças são normais? Eu sou normal? Como sei se estou a fazer as escolhas certas? Como me devo comportar? Como corrijo os erros que cometi?

- Erika Moen, Vamos Falar sobre Aquilo (Booksmile, 2024)

Extrema Direita volta a ameaçar Mariana Jones, autora do livro "O Pedro gosta do Afonso"

o pedro gosta do afonso

No passado Sábado, por ocasião da apresentação do livro "O avô Rui, o senhor do Café" em homenagem a Rui Nabeiro, na Fnac do NorteShopping, a escritora Mariana Jones foi alvo de intimidação e ameaças por parte de elementos do grupo de extrema-direita "Habeas Corpus", relacionadas com outro livro da sua autoria "O Pedro gosta do Afonso". Encabeçadas pelo seu líder, o ex-juiz negacionista Rui Fonseca e Castro (recorde-se, foi expulso da sua actividade pelo Conselho Superior da Magistratura, por incentivar nas redes sociais, nessa qualidade de juiz, entre outros, à violação das regras sanitárias relativas à pandemia da covid-19), estas pessoas interromperam a sessão, assediando a escritora, chamando-a de "promotora da homossexualidade infantil e pedofilia".
 

A História de Portugal no feminino e o papel das mulheres na construção do país

A-História-de-Portugal-no-feminino.png


A historiadora Ana Rodrigues Oliveira acaba de publicar Portugal - Uma História no feminino, pela editora Casa das Letras. A História de Portugal foi sempre dada no masculino e os principais autores foram sempre homens. Nas escolas as alunas são confrontadas com uma raríssima e capilar presença feminina, reificando a ideia de que a História é feita só por Homens. A edição deste livro representa um marco fundamental para outras leituras da História num trabalho que retrata o papel decisivo das mulheres da fundação do país como D. Teresa (séc. XI-XII), mãe de D. Afonso Henriques até à única primeira-ministra que o país teve, Maria de Lourdes Pintasilgo (séc. XX). 

 

"A pretensão de Antígona" de Judith Butler

Antígona de Judith Butler.jpg

Com base na personagem Antígona, de Sófocles, Judith Butler disserta sobre o poder do Estado, a subversão de género e do parentesco. O poder do Estado, representado por Creonte, surge como contraposto às leis morais, familiares e divinas, representadas por Antígona, levando-nos a questionar a legitimidade ética das várias dimensões.

 

"Um Plano Secreto Brilhante" de Benjamin Dean

um-plano-secreto-brilhanteBI72624-scaled.png

“— Só estou... Não sei bem como é que se faz isto. Fazer a nossa própria Marcha, quero dizer. Encolhi os ombros e tentei não parecer embaraçada, mas o Norman fez-me sinal para que me deixasse disso, o que me fez sorrir. — Que disparate! Não precisam de muito. Tudo o que precisam é de querer fazê-la. Querem? - Todos anuímos, e o Norman levantou as sobrancelhas com um único aceno de cabeça, como se o caso estivesse encerrado. — Bem, aí está! É assim que se começa! Estas Marchas do Orgulho que se vêem por todo o mundo, sim, a maior parte delas são enormes e caras, mas no início o objectivo nunca foi esse. A Marcha do Orgulho era sobre defender aquilo em que se acredita. Tratava-se de defender os direitos de toda a gente, independentemente de quem são e de quem amam. Era sobre protestar e dizer às pessoas: «Estamos Fartos da forma como tratam a nossa comunidade e não o vamos tolerar mais!»”

- Benjamin Dean, Um Plano Secreto Brilhante (Booksmile, 2024)

 

"A Doença como Metáfora e A Sida e as Suas Metáforas" de Susan Sontag

300x (1).jpg

“A DOENÇA É O LADO SOMBRIO DA VIDA, uma cidadania bem pesada. Ao nascer, todos nós adquirimos uma dupla cidadania: a do reino da saúde e a do reino da doença. E muito embora todos preferíssemos usar o bom passaporte, mais tarde ou mais cedo cada um de nós se vê obrigado, ainda que momentaneamente, a identificar-se como cidadão da outra zona. O meu propósito não é tanto descrever o que significa realmente emigrar para o reino da doença e aí viver, mas antes as fantasias punitivas ou sentimentais que se constroem acerca dessa situação: não uma geografia real, mas antes estereótipos de carácter nacional. O meu tema não é a doença física em si, mas o uso que se faz da doença como figura ou metáfora.”

- Susan Sontag, A Doença como Metáfora (Quetzal, 2023)

 

Encontro com a escritora Aurora no Festival da Língua e da Liberdade na Cidade - Felicidade

aurora.jpg

O Dia Mundial da Língua Portuguesa celebra-se todos os anos a 5 de Maio. Um dia que celebra a projecção da quarta língua mais falada no mundo. Com mais de 260 milhões de falantes a língua portuguesa é língua oficial em países como Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

"Laws on us": o novo relatório global da ILGA World mapeia os retrocessos e os progressos nos Direitos Humanos LGBTI

foto: https://depositphotos.com/pt/

Os retrocessos estão a prejudicar o progresso alcançado em direcção à igualdade de direitos para as pessoas LGBTI, afirmou hoje a ILGA World, à medida que as vidas de lésbicas, gays, bissexuais, trans e intersexuais continuam a estar no centro dos debates jurídicos em todo o mundo.