Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

TVI não quer beijos gays nos Morangos

 A estação de Queluz decidiu não emitir as cenas de troca de afectos, que incluíam beijos, entre as personagens "Fábio" e "Nuno", na série de Verão de "Morangos com Açúcar", avançou o Jornal de Notícias.

Esta notícia surge após em Junho se ter noticiado que, pela primeira vez, a série incluiria um casal de namorados homossexuais. Nas temporadas anteriores, a série apenas apresentou referências esporádicas à temática, sendo inédita a existência de um relacionamento prolongado entre duas personagens gays. Os personagens interpretados pelos actores Miguel Santiago e Carlos Malvarez, conheceram-se numa discoteca e acabaram por mudar o rumo de uma história que se iniciara na série anterior com a personagem Fábio a assumir desde sempre uma postura homofóbica.

José Pinto Carneiro, argumentista da série, explicou em Junho ao Jornal de Notícias que "as cenas já foram gravadas de uma forma realista” e que decidiram arriscar porque "na televisão não se pode dar ainda grandes manifestações de carinho entre homossexuais". A TVI vem agora através da direcção de programas impedir que essas cenas sejam vistas pelo público da série. Recorde-se que os Morangos com Açúcar são líderes junto da faixa etária infanto-juvenil (dos 4 aos 14 e dos 15 aos 24 anos).

Para João Valério,  membro da Direcção da rede ex aequo - associação de jovens lésbicas, gays, bissexuais, transgéneros e simpatizantes, esta notícia "só demonstra uma regressão de mentalidades por parte da estação televisiva. Comprovando assim o não acompanhamento da evolução justa e positiva que a visibilidade das pessoas LGBT tem tido nos meios de comunicação social." Relembre-se que em 2005 a associação juvenil premiou a actriz Maria Sampaio (que interpretou a personagem Liliana que se apaixona pela melhor amiga heterossexual) pela "atitude positiva que a TVI teria tido em representar uma história de amor não-heteronormativa", pelo que os recentes desenvolvimentos surpreendeem o activista e indignaram vários membros do fórum online da associação.

O jovem activista acrescenta que "a visibilidade é um factor importantíssimo para a mudança de mentalidades e, por isso, não pode haver omissão de uma realidade que faz parte da vida de milhares de jovens no nosso país. Estamos certos que a sociedade portuguesa está mais que preparada para assistir às imagens desta história de amor, que afinal é igual a tantas outras. Há excesso de moralismo quando se decide que as pessoas não estão preparadas para algo sem que isso lhes tenha sido perguntado. O argumento da "falta de preparação" da sociedade é por isso falacioso e instrumental, constituindo há muito um dos entraves que impede um grande número de pessoas, particularmente quando são jovens, de serem livres no que toca à sua sexualidade e aos seus afectos" remata o dirigente da associação LGBT.

Toda a história de Fábio e Nuno já motivou a criação no Youtube de um canal dedicado ao casal gay por um fã da série. Resta agora saber se as cenas cortadas alguma vez farão parte deste canal ou permanecerão nos arquivos inconsultáveis da TVI.

8 comentários

Comentar