Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Laverne Cox está a fazer história nos Estados Unidos (com vídeos)

É afro-americana e transexual. É inegável e incontestável que Laverne Cox é a actriz do momento na televisão norte-americana. O que tem então de tão especial e extraordinário esta actriz?

Para além de ser uma excelente actriz, é uma incansável lutadora. A sua história é a história de tantas pessoas, não só nos EUA, e é isso que a torna única. Não é uma bandeira T, nem tão pouco uma bandeira LGBT, não se confunde com o movimento queer, faz parte desta vaga, como muitos outros. Laverne tem aproveitado que os holofotes estão colocados sobre si para trazer as questões T, mais do que nunca, para a ordem do dia.

A América apaixonou-se pela actriz. Não só porque dá corpo a uma das personagens mais interessantes da série “Orange is The New Black” do canal de conteúdos online Netflix, mas também porque o faz de forma exímia, com uma naturalidade fora do comum. Na série Laverne é Sophia Burset, uma transgénero que mudou de sexo, de masculino para feminino, e que, mesmo assim, continua casada com a sua mulher, que aceita tudo isto de forma reticente e dolorosa. No entanto, Sophia é presa por fraude com cartões de crédito.

Na prisão, Sophia é a cabeleireira de serviço e trava uma improvável amizade com a Irmã Ingalls (Beth Fowler), outra das detidas, que lhe dá sábios conselhos sobre a sua relação complicada com o filho, que não aceita que o pai seja agora uma mulher. O futuro de Laverne na série está, para já, garantido para as duas próximas temporadas. A segunda temporada estreia nos EUA já no dia 6 de Junho, sexta-feira.

Esta semana é particularmente feliz para Laverne Cox, para além de ter recebido a nomeação como melhor actriz secundária nos Critics’ Choice TV Awards (Prémios das Escolhas dos Críticos de Televisão), é também capa da próxima edição da revista Time. A revista semanal traz à discussão “The Transgender Tipping Point”, “a próxima fronteira dos direitos civis da América”. A capa refere ainda que “Laverne Cox, estrela de ‘Orange is the New Black’, é uma dos estimados 1,5 milhões de americanos que se identificam como transgéneros.”. Na entrevista dada à revista, a actriz fala sobre si e o seu trabalho como actriz e como activista. Depois de em Abril passado ter recebido um dos Prémios GLAAD (Aliança Gay e Lésbica Contra a Difamação), este é sem dúvida um dos pontos altos da carreira desta actriz, que se espera que seja longa.

 

 

 

“Meet Sophia”, vídeo de apresentação de Sophia Burset (Laverne Cox) para a primeira temporada de“Orange Is The New Black”:

 

 

Sigam a actriz em: http://instagram.com/lavernecox e https://twitter.com/Lavernecox

 

Luís Veríssimo