Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

O primeiro clérigo que celebrou o casamento entre pessoas do mesmo sexo na Grã-Bretanha foi afastado do cargo

O primeiro padre da Igreja Anglicana que celebrou o casamento entre pessoas do mesmo sexo na Grã-Bretanha foi afastado do seu cargo.

Jeremy Pemberton, um cónego de 58 anos, após a entrada em vigor da lei sobre a legalização de casamentos entre homossexuais na Inglaterra e no País de Gales resolveu usufruir desta lei. Apesar dos avisos de postos eclesiásticos mais altos, Pemberton formalizou a sua relação com o seu parceiro de longa data Laurence Cunnington, não obstante os dirigentes da igreja terem proibido os sacerdotes de entrar em casamentos homossexuais.

No início não foram tomadas nenhumas medidas contra Pemberton, no entanto, há poucos dias foi descoberto que o bispo de Southwell e Nottingham Inwood proibiu o cónego de exercer as suas funções e anulou a sua permissão para o serviço na eparquia. O cónego Pemberton possui ainda uma permissão para trabalhar na eparquia de Lincoln que, por enquanto, ainda não foi anulada. Ele recusou-se a comentar o sucedido, confirmando contudo que as comunicações sobre o seu afastamento “em geral correspondem à realidade”.

O reverendo Colin Coward que representa a organização Changing Atitude que defende igualdade de tratamento dos representantes LGBT na Igreja Anglicana mostrou-se indignado sobre o afastamento de Pemberton e afirma que o Inwood tomou esta decisão sob pressão do arcebispo de York. “Jeremy e Laurence celebraram o casamento porque se amam um ao outro e são absolutamente leais um ao outro” - disse ele, e continuou: “Jeremmy tem um autêntico dom no serviço da igreja e uma vocação especial no trabalho de capelão no hospital”.

Por coincidência ou não, o 97º arcebispo de York, John Sentamu, chefe da província eclesiástica de York é o cónego da mais alta posição da Igreja Anglicana e é de origem ugandesa.

 

Alexandre Iourtchenko