Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Pedro e Lorenzo: “Não é correcto deitar abaixo outros que têm o mesmo objectivo que vocês” (com vídeo)

pedro.jpg

Lorenzo reagiu esta segunda-feira à noite em vídeo às críticas de que o casal foi alvo depois de publicarem uma foto ao lado de Pedro Passos Coelho e de terem admitido que desconheciam que o líder do PSD já não era primeiro-ministro e que tinha estado, por exemplo, contra a adopção de crianças por parte de casais de pessoas do mesmo sexo.

“Nós estamos a construir uma nova cozinha, gravamos vídeos todos os dias, estamos a desenvolver novas receitas e estamos a preparar vídeos com organizações mundiais sobre igualdade e direitos LGBT. Nós não vemos televisão, não ouvimos rádio e, acima de tudo, não lemos jornais. Eu sei que devíamos, pelos menos, saber quem é o nosso primeiro-ministro, mas, honestamente, nós somos dois miúdos com 26 anos, somos estúpidos, somos malucos e não temos estado informados sobre o o nosso país e sobre as políticas. Pedimos logo a seguir desculpas a todas as pessoas”, justificou Lorenzo, no fim de um dia em que a foto foi notícia em vários meios e deu até origem a memes, onde Pedro e Lorenzo surgiam sorridentes ao lado de Salazar ou de Ramsay Bolton (personagem da série "Guerra dos Tronos").

Lorenzo aproveitou o vídeo para repetir em inglês a argumentação que já tinha apresentado nas redes sociais: “Não representamos ninguém, não representamos nenhuma instituição (…) Somos um canal de YouTube e fazemos os nossos próprios vídeos porque adoramos fazê-los. Sentimos que alguns dos nossos vídeos mudam mentalidades de uma forma positiva.”. No mesmo testemunho, Lorenzo envia uma mensagem para aqueles que ele considera serem seus críticos: “Se são um grupo de activistas ou se são um site de notícias LGBT ou o que quer que sejam que lutem contra a discriminação, não é correcto deitar abaixo outros que têm o mesmo objectivo que vocês. Todos queremos o mesmo: igualdade, direitos iguais e zero discriminação”, sublinhou.

 

 

59 comentários

Comentar

Pág. 1/2