Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Para que o amor de Matthew Brown deixe de ser pixelizado devido ao preconceito (vídeo)

Matthew Brown publicou um vídeo no Youtube a propósito do Dia dos Namorados. Até aqui nada de novo. Mas a história de Matthew fala de um amor que não pode ser visto, tem de ser pixelizado, isto é, distorcido para que a cara-metade não seja reconhecida no país onde vive.

 

Segundo informações do vídeo, a cara-metade de Matthew está a mais de 8400 quilómetros de distância. Não chegando um oceano para separá-los têm ainda de lidar com o preconceito que afecta sobretudo um deles: o namorado de Matthew vive de forma escondida para que a sociedade não o desconsidere caso descubra que é homossexual. Matthew alega ter feito este vídeo para provar a sua paixão e porque apoia os direitos humanos.

Inicialmente o vídeo destinava-se apenas ao namorado, mas Matthew decidiu que iria torná-lo público porque "a mensagem era demasiado sincera e suficientemente boa para ser partilhada" e dedicou-o ao seu namorado no Dia de São Valentim:

 

 

Há cerca de um ano este jovem realizador norte-americano já tinha feito um vídeo sobre Portugal que rapidamente se tornou viral nas redes sociais. O vídeo intitulava-se: "Look Up at the Stars, Portugal!" e retrata episódios de Lisboa em cerca de 4 minutos de imagens.

 

 

Já segues o dezanove no Facebook?

2 comentários

Comentar