Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Quem tem medo do feminismo lésbico?

medosefemininismos.jpg

De volta a Lisboa para mais quatro apresentações, a conferência-performance "Medo e Feminismos", de Maria Gil e Miguel Bonneville, promete voltar a colocar os estereótipos de género na agenda artística nacional. No Negócio, à Rua do Século, nº 9, em Lisboa, de 17 a 20 de Dezembro, sempre às 21h30.

"Medo e Feminismos" estreou no Verão de 2013 como um projecto dúplice, que reúne projectos complementares mas autónomos: “Medo”, de Maria Gil / Teatro do Silêncio e “Feminismos”, do performer Miguel Bonneville. “Duas pessoas, que manifestam um saber arquivista sobre medos, estão sentadas lado a lado para evocar medos passados presentes e futuros; autobiográficos ou não. Medos que se transformam em medos sociológicos, em manifestações do controlo político que é exercido sobre a sociedade, sobre as pessoas. A partir dos conflitos internos de cada performer constrói-se uma apresentação fragmentada com direito a pequenos actos de sarar que não pretendem mais do que transformar veneno em remédio.”

Nesta reposição integrando a programação do Festival Temps d’Images, "Medo e Feminismos" retoma as problemáticas já citadas e mantém uma natureza performática. Enquanto Maria Gil (Lisboa, 1978) trabalha as temáticas da precaridade e da violência sobre os trabalhadores (nomeadamente com o temário “Tenho medo de ir à Segurança Social” e suas declinações), Miguel Bonneville (Porto, 1985) revolta o baú dos Feminismos para evocar – e recriar – alguns dos momentos históricos da performance feminista do século XX.

Em cena de quarta a sábado.

Entrada: 7,5€ Entrada estudante em grupo: 5€