Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Seguradora Tranquilidade cancela exposição por ser de temática homossexual

A exposição do artista plástico João Pedro Vale, com inauguração prevista para 2 de Setembro no Espaço Arte Tranquilidade, em Lisboa, foi hoje cancelada, avançou o jornal Público. Segundo explicou o artista, trata-se de "uma questão de homofobia". "A direcção de marketing da Tranquilidade comunicou-me hoje por telefone que o projecto no seu todo poderia suscitar polémica e não era compatível com os valores da empresa", referiu. Segundo explica o Público, a exposição baseava-se numa recolha de factos históricos ocorridos na cidade norte-americana de Provincetown, onde João Pedro Vale e o seu parceiro artístico Nuno Alexandre Ferreira estiveram em residência artística.

O artista explica algumas das peças que pretendia mostrar: "Uma das peças era uma 'fanzine' cuja capa mostra um monumento transformado em símbolo fálico; outra, é um conjunto de toalhas de praia com inscrições em 'stencil' de frases como: 'Legalize butt sex' ["Legalizem o sexo anal"] ou 'AIDS is killing artists, now homophobia is killing art ["A sida está a matar os artistas, a homofobia está a matar a arte"]".
"O problema, aqui, era não só a imagem fálica da 'fanzine', que propus que fosse utilizada como 'banner' na fachada do espaço e num anúncio pensado para o jornal Expresso, mas também a temática gay do meu trabalho". "Não me falaram da questão gay, mas disseram que o problema era a temática geral", completa João Pedro Vale, considerado um dos mais conhecidos artistas plásticos portugueses. Como relembra o Público, várias das suas obras são sobre a temática homossexual. Em 2009, por exemplo, apresentou na sala de cinema pornográfica Paraíso, em Lisboa, o filme "Hero, Captain and Stranger", em que eram explícitas as cenas de sexo entre homens.