Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

O premiado filme "Weekend" abre Queer Lisboa 16 (com vídeo)

Para a abertura do Queer Lisboa 16 foi escolhido um dos filmes mais premiados do ano passado (17 prémios no total) e um dos mais bem recebidos pela crítica, "Weekend" (2011) de Andrew Haigh.
Quantos e quantas de nós não nos vimos já num momento de engate? Quantos e quantas de nós não nos perguntámos já o que acontece após o engate, haverá possibilidade? Quantos e quantas de nós não se sentiu tremendamente apaixonado e, mesmo assim, teve que continuar a sua vida?

Sabemos que gostamos de um filme quando damos por nós a pensar na sua história, nos seus personagens, nas opções do realizador, ou quando ficamos frustrados e ansiosos com o que vemos no ecrã. Felizmente que "Weekend" (2011) de Andrew Haigh não é um filme hollywoodesco, porque se fosse não ficaria a remoê-lo.
Depois de um início de sexta-feira à noite passado com amigos heterossexuais, Russell (Tom Cullen) decide continuar a noite numa discoteca, sozinho e cheio de vontade de sexo. Mesmo antes da hora de fecho, engata Glen (Chris New). E assim tem início o fim-de-semana – passado entre bares e lençóis de cama, embriaguez e consumo de drogas, a contar histórias e a ter sexo – que irá ressoar para o resto das suas vidas.

A premissa do filme é simples, do género boy meets boy. Um acredita no amor, o outro não, um ainda não saiu do armário, o outro já levou umas quantas sapatadas. Na verdade esta película não tem nada de extraordinário. Mostra como um engate de discoteca se pode converter numa paixão e numa possibilidade de romance. Mostra como um homem homossexual se pode isolar de tal forma que vive só, mesmo quando está com os amigos. Mostra como esse mesmo homem homossexual ainda vive fechado dentro do seu próprio preconceito, mas que tem ideais vanguardistas. E finalmente mostra que a vida é como é e nada nem ninguém a pode alterar, mesmo que um simples engate mude a vida de duas pessoas para sempre...
De salientar ainda as interpretações de Cullen e New, se o filme estivesse em competição seriam fortes candidatos ao prémio de interpretação. Em resumo: o filme é fofinho tal como são os seus protagonistas, mas...

Classificação: 3 estrelas em 5.

"Weekend" (2011, Reino Unido, 96') de Andrew Haigh, Longa-Metragem de Ficção, falado em inglês com legendagem em português.

 21h, Noite de Abertura, Sala Manoel de Oliveira.

 http://www.weekend-film.com/

Repete Domingo, 23 de Setembro, às 17h15, Sala Manoel de Oliveira.

Luís Veríssimo