Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Queima de armário choca Cidade do Cabo

Na Universidade da Cidade do Cabo (UCT) celebra-se esta semana a Pink Week, organizada pela Rainbow UCT, uma associação de estudantes LGBT, com o propósito de celebrar e promover a diversidade sexual.

Apenas 12 horas depois do início do evento um armário cor-de-rosa apareceu queimado. A destruição do símbolo  deste evento chocou os estudantes que manifestaram de imediato a sua indignação através do Twitter e do Facebook.

Os organizadores da Rainbow UCT pedem que este incidente seja tratado como crime de ódio. Os organizadores da Pink Week espalharam cartazes por toda a universidade: “Este armário foi posto aqui para representar sentimentos homofóbicos que ocorrem na nossa sociedade. E pelos vistos, também no nosso campus.”

Dylan Jack Van Vuuren, presidente da Rainbow UCT, declarou estar muito preocupado com “este acto cobarde de fogo posto” Apesar disso, Van Vuuren assegurou que a Pink Week vai prosseguir como planeado.

O vice-presidente da UTC, Max Price, acrescentou: “Esperávamos que nesta altura os direitos da comunidade LGBT fossem aceites e que pudéssemos simplesmente celebrá-los em vez de ainda lutar por eles. No entanto, ainda há pessoas que não reconhecem que estes direitos estão escritos na nossa constituição. Ainda temos muito caminho pela frente.”

A África do Sul foi o primeiro país do mundo a proibir expressamente, em 1996, na sua Constituição a discriminação baseada na orientação sexual. O casamento entre pessoas do mesmo sexo foi aprovado em 2006.

Lúcia Vieira

Já segues o dezanove no Facebook?

3 comentários

Comentar