Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Assassínio de homossexuais aumenta no Brasil

O Grupo Gay da Bahia revelou que o assassínio de homossexuais aumentou 62% entre os anos de 2007 e 2009 no Brasil. O país torna-se num dos mais perigosos do mundo para homossexuais. A associação de defesa dos direitos LGBT disse ao jornal O Globo que estas estatísticas deveriam ser um dos assuntos principais na segunda volta das eleições presidenciais, que vão decorrer a 31 de Outubro, juntamente com o aborto e o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Marcelo Cerqueira, presidente do grupo, disse ao jornal que “infelizmente a homofobia é um dos aspectos da sociedade brasileira que força os homossexuais a viverem escondidos. Gays, lésbicas e transgéneros são assassinados de modo cruel, muitas vezes aparecendo com o rosto desfigurado e ainda são considerados culpados em vez de vítimas.”

Em 2009 foram registados 198 assassínios, 187 em 2008 e 121 em 2007. Em comparação, no México registaram-se 35 mortes no ano passado.

Luiz Mott, antropologista e ex-presidente do Grupo Gay da Bahia, acrescentou “o facto de não haver nenhuma lei específica para punir os crimes homofóbicos contribui para a violência” contra esta comunidade. Os grupos religiosos são os principais opositores à criação desta lei. Entre 1980 e 2009 registaram-se 3196 assassínios de pessoas homossexuais no Brasil. Uma média de 110 mortes por ano.

 

Lúcia Vieira

 

Já segues o dezanove no Facebook?

2 comentários

Comentar