Terça-feira, 18 de Setembro de 2012

EXCLUSIVO

António da Silva: “É possível dizer muito de nós como humanos falando de sexo” (com trailer de "Bankers")

Ter, 18/09/12

Assina como António da Silva e é já encarado como uma revelação enquanto realizador pela abordagem dos retratos que faz da comunidade gay. À sua primeira curta “Mates” – que retratava encontros de sexo entre homens-, seguiu-se “Julian” – a história de uma viagem envolta num amor de Verão. Com o seu novo trabalho “Bankers” a trilogia Sexo, Amor e Dinheiro fica agora completa.


dezanove.pt falou com o realizador português, radicado em Londres, e já tem os pormenores das próximas duas curtas metragens (“Bankers” e “Pix”) que vão estrear e competem na categoria “Melhor Curta Metragem” neste QueerLisboa 16.


 

dezanove: Como é que a tua orientação sexual influenciou o teu trabalho?

António da Silva: Não influenciou até um ano atrás porque sempre fiz cinema, mas sem ter nada a ver com orientação sexual. Nessa altura decidi fazer o meu coming out artístico e assinar este novo trabalho como António da Silva para falar de experiências pessoais. Basicamente estou interessado em pessoas e o António da Silva explora o lado pessoal e íntimo delas.


 

Como é fazer parte da acção nos teus filmes? 

A câmara é sempre uma personagem, mas nunca me vão ver à frente da câmara. Aconteceu em “Mates”, mas penso que não voltará a acontecer no futuro.


 

Explica-nos porque razão filmas sexo explícito.

Interessa-me mais filmar pessoas e situações reais, do que cinema porno ou cinema gay tradicional, em que o sexo é muito ficcionado. É possível dizer muito de nós como humanos falando de sexo, sobretudo da comunidade gay que se baseia tanto nisso.

 


É correcto associar-te à ideia do realizador que retrata a promiscuidade na comunidade gay?

Não me importo de ser visto como o realizador que filma a promiscuidade gay. Mas nos próximos dois/três anos vão haver muitos mais a fazerem o que eu faço e espero que nessa altura as pessoas consigam ter uma perspectiva mais construtiva em relação à palavra “promiscuidade”.



 

De que fala “Bankers”?

Bankers foi filmado em Londres e mostra-nos o que faz um grupo de bancários durante a sua pausa numa casa de banho.



 

E vamos continuar a apertar a mão a um bancário da mesma forma?

Possivelmente. As pessoas vão passar a vê-los de forma mais humana: também eles têm necessidades fisiológicas e de se masturbarem. No fundo mostra-nos uma realidade que não está acessível a toda a gente.

 

E qual é o fio condutor em “Pix"?

“Pix” é um projecto em construção. Neste projecto estou interessado em poses e atitudes e na forma como usamos o telefone para partilhar fotos de perfil nos sites de encontros sexuais. Funciona como um estudo acerca da forma como um gay usa a fotografia para apelar ao desejo do outro. Acabam por ser fragmentos de vários corpos que vão construir um só corpo.
 

 

E está em construção porquê?

Vou continuar a pedir a colaboração das pessoas para completar o puzzle.

 

 

“Pix” e “Bankers” passam dia 23 de Setembro, às 23h59, Sala Manoel de Oliveira, e dia 27 de Setembro, às 23h30, Sala 3. Cinema São Jorge, Lisboa.


 

Já segues diariamente as notícias do dezanove no Facebook?

Newsletter

Recebe as notícias do dezanove por e-mail:

Últimos comentários
  • O visual não me atrai, nem para mim nem para o nam...
  • Muito boa notícia!Lá estaremos no dia 8 =)
  • Há aqui 1 erro grave e nem eu nem ninguém acha que...
  • Não faz qualquer sentido incluir o Poliamor. Por e...
  • Acho que fazem tempestades em copos de água!Há pág...
  • Junos, o LGB e o T têm em comum a expressão de gén...
  • As minhas questões mantêm-se. Movimento LGBT signi...
  • Junos, tanto disparate silogístico para aí anda. D...
  • Mas de que Direita fala? É que há várias tendência...
  • A decepção com este filme do AdS (bem como com "Ca...
  • Querida, concordo plenamente consigo. Beijinho bom...
  • Eles são simplesmente lindos....
  • Hoje num quiosque de um centro comercial reparei q...
  • "surpreendente" é coisa que não é... não é de admi...
  • Num mundo preconceituoso como o novo, quem tem a c...
  • tags

    a cuidar(84)

    a fazer(545)

    a saber(1320)

    a ver(778)

    activismo(55)

    agenda(195)

    bizarro(54)

    brasil(79)

    bullying(64)

    casamento(91)

    cinema(69)

    cinema gay(66)

    corpo(81)

    crónicas(66)

    desporto(54)

    destaques(573)

    direitos(143)

    direitos lgbt(220)

    entrevista(57)

    espanha(59)

    eua(107)

    famosos(113)

    homofobia(159)

    ilga portugal(101)

    inédito(64)

    internacional(246)

    lisboa(321)

    música(70)

    noite(51)

    passatempos(95)

    porto(93)

    portugal(313)

    praia 19(207)

    queer lisboa(94)

    rede ex aequo(87)

    sexy(82)

    teatro(66)

    televisão(81)

    vídeo(218)

    vih(87)

    todas as tags

    blogs SAPO