Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Conhece o novo projecto LGBTQ+, Queer Art Lab

QALlogoBIG.png

A comunidade LGBTQ+ ganhou um novo local na discoteca Trumps, onde a arte e a cultura queer imperam. Aqui emerge o Queer Art Lab que pretende trazer para a luz novos conteúdos de diversificadas realidades.   

Na discoteca Trumps nasceu em Outubro um novo espaço, o Queer Art Lab. É um projecto que surge com o desejo de impulsionar a arte e a cultura queer num espaço seguro para artistas e para a própria comunidade LGBTQ+. Tem, assim, como mote a concretização de diversas acções desde o desenvolvimento de exposições, workshops, palestras, concertos e programas ao vivo. Desta forma, o QAL pretende promover o trabalho de artistas queer, como também, gerar círculos de partilha dentro da comunidade. 

Two square feet

No decorrer deste mês até ao dia 27 de Novembro há possibilidade de visitar a exposição 2 SQUARE FEET de Ary Zara. Uma exposição fotográfica que nos apresenta o camarim do Trumps na sua realidade mais crua e íntima.

Two guys cuddle too

Ainda em Novembro, no dia 14, podemos assistir à conversa informal T Guys Cuddle Too (desenvolvido por Isaac dos Santos e Ary Zara),  sobre identidade de género através da partilha das suas vivências e experiências. Novembro termina com a mostra de duas curtas-metragens seguida de uma conversa com o realizador e respetivos convidades.

agenda 3 meses final.png

O Queer Art Lab não pára e já apresentou a sua programação para Dezembro iniciando, então, o mês com uma nova exposição colectiva de Beatriz Mestre e Corrvs. Além da exposição será lançado o projecto “Castelos Arco-íris” em parceria com a Associação AMPLOS (Associação de Mães e Pais pela Liberdade de Orientação Sexual e Identidade de Género) com vista a contar histórias de forma mais inclusiva, educativa e diversificada. 

Assim, surge um novo espaço, um espaço queer de partilha e segurança. Um espaço que pretende ajudar e dar visibilidade para artistas queer contemplando todas as idades e várias formas de acção, tendo como premissa o fim da discriminação e invisibilidade. 

 

Daniela Santos