Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Os melhores de 2016 (e algumas desilusões)

PREMIOS 2016 copy.jpg

Os prémios LGBT mais completos do país estão de volta. Temos distinções para todos, até para os piores. Aqui fica o resumo do ano que agora termina, em mais uma edição dos Prémios dezanove. São estes os vencedores:

Donos Disto Tudo faz rábula sobre polémica com psicólogos (vídeo)

DDT Psicólogos.jpg

O programa humorístico dos serões de Sábado da RTP1 emitiu um sketch no último Sábado inspirado no caso das declarações da psicóloga Maria José Vilaça. A produção somou ainda os bonecos de dois outros psicólogos bem conhecidos: Quintino Aires e Eduardo Sá.

 

 

“Os gays católicos não sabem que o Vaticano se ri deles”

 

foto 1.jpg

Krzysztof Charamsa esteve debaixo dos holofotes nas aquando da sua passagem por Lisboa para promover o livro “A primeira pedra. Eu, padre gay, e a minha revolta contra a hipocrisia de igreja”, editado pela Planeta. Krzysztof Charamsa foi o primeiro padre a trabalhar no Vaticano a declarar-se homossexual e a apresentar o seu companheiro. Agora, em entrevista ao dezanove.pt, analisa o impacto da estadia em Portugal, o papel de associações de homossexuais católicos e o protagonismo das associações de leigos, como é o caso da Associação Portuguesa dos Psicólogos Católicos.

Psicólogo Abel Matos Santos: “Estudos mostram que os homossexuais têm mais doenças e sofrem mais” (actualizada)

Psicológo Abel Matos Santos.jpg

Mal refeitos do caso Maria José Vilaça, a que se seguiu Madalena Fontoura, hoje é a vez de Abel Matos Santos voltar a abordar o tema da homossexualidade proferindo que "os homossexuais, tal como todas as pessoas, também ficam doentes e sofrem e estudos mostram que têm mais doenças e sofrem mais". Além disso, critica o actual bastonário Telmo Baptista e reclama demissão do Conselho de Jurisdição da Ordem dos Psicólogos após o caso Vilaça.

Para estas psicólogas a homossexualidade é uma doença, uma questão cultural e uma prática incontida (com vídeos)

final foto.jpg

O caso das declarações de Maria José Vilaça voltou a chamar a atenção para a posição de psicólogos extremistas católicos em relação à homossexualidade. O dezanove já tinha descrito o apoio da Associação de Psicólogos Católicos à vinda a Portugal do psicoterapeuta norte-americano Richard Cohen, que defende a terapia de conversão para homossexuais.

 

 

 

Homossexuais Católicos: “Assistimos a um fenómeno preocupante. Quem expressa uma opinião contrária à nossa é necessariamente homofóbico”

 

maria jose vilaça.jpg

A Associação Rumos Novos - Homossexuais Católicos descreve como “infeliz” a forma como a psicóloga Maria José Vilaça se referiu à homossexualidade, no entanto, destaca como positivo o apelo da presidente da Associação dos Psicólogos Católicos para que os pais aceitem os filhos.

 

 

 

Ordem dos Psicólogos reage ao caso Maria José Vilaça (actualizada)

bandeira LGBT arco-íris.jpg

As declarações da psicóloga e presidente da Associação dos Psicólogos Católicos têm estado, desde este Sábado, a incendiar as redes sociais. Maria Vilaça já reagiu publicamente. Ordem dos Psicólogos (OPP) recomenda denunciar o caso ao Conselho Jurisdicional e emite comunicado considerando as declarações "sem fundamentação científica".

Presidente dos Psicólogos Católicos: “Ter um filho homossexual é como ter um filho toxicodependente, não vou dizer que é bom” (actualizada)

Maria José Vilaça.jpg

A edição de Novembro da revista “Família Cristã” faz do género tema de capa e aborda uma lei aprovada em Espanha que introduziu esta temática nos currículos escolares da capital espanhola.

O que pensa a Associação dos Psicólogos Católicos sobre a co-adopção? (com vídeo)

 

A Associação dos Psicólogos Católicos, com o apoio da Federação Portuguesa pela Vida, realizou uma conferência, no colégio de S. Tomás, em Lisboa sobre os projecto de co-adopção por casais de pessoas do mesmo sexo. A apresentação foi mediada por Maria José Vilaça, presidente da Associação de Psicólogos Católicos, que introduziu o debate com um objectivo de explicar “muito bem as consequências desta antropologia alternativa na nossa sociedade”.