Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Dezanove
A Saber

As notícias de Portugal e do Mundo

A Fazer

Boas ideias para dentro e fora de casa

A Cuidar

As melhores dicas para uma vida ‘cool’ e saudável

A Ver

As imagens e os vídeos do momento

Praia 19

Nem na mata se encontram histórias assim

Publicidade

Uma dúzia de polémicas que marcaram 2016

as polémicas do ano.jpg

2016 não acaba antes de fazermos a retrospectiva sobre as polémicas que marcaram o ano. Subjacente a todas estão sempre os mesmos e perigosos denominadores comuns: ódio, homofobia ou muita ignorância. Nada como expor estes casos e podermos levar aos nossos leitores o mais importante: a informação que gera reflexão e acção.

 

 

 

Livro das revelações de Saraiva transforma-se num caso político

livro final.jpg

Pedro Passos Coelho continua a ser criticado por vários quadrantes por manter a decisão de apresentar o novo livro de José António Saraiva no próximo dia 26 de Setembro, no El Corte Inglés em Lisboa. O livro “Eu e os Políticos”, que relata as inconfidências de 42 políticos e figuras públicas, abrange nomes como Durão Barroso, Santana Lopes, Marcelo Rebelo de Sousa, Cavaco Silva e Paulo Portas.

 

 

Os melhores de 2015 (e algumas desilusões)

00 logo premios dezanove 2015.jpg

 

Os prémios LGBT mais completos do país estão de volta. Temos distinções para todos. Até para os piores.

Ao longo de 2015 escrevemos quase 600 artigos que acompanharam a actualidade LGBT em Portugal e no mundo. Da nossa análise atenta do quotidiano encontrámos os premiados da edição 2015 dos Prémios dezanove. São estes os vencedores:

José António Saraiva insurge-se contra a "figura grotesca da mulher com barba" e é desafiado para um frente-a-frente com Conchita Wurst

Saraiva Sol Conchita Wurst.jpg

Bastaram dois meses para José António Saraiva (JAS) voltar a falar da comunidade LGBT na sua coluna de opinião no Jornal Sol. Depois de criticar as paradas gay, desta vez o director do semanário aponta baterias à “figura grotesca da mulher com barba”, uma das razões para a actual “crise” de “conceitos, balizas e regras de conduta”. Ao polémico artigo seguiu-se um convite, no mínimo, inusitado.

A minha perspectiva do Orgulho LGBT

Pride de Londres.jpg

Há muito tempo que não escrevo nenhum artigo, mas hoje tenho dois motivos para o fazer. Primeiro porque acabei de participar no Pride de Londres e segundo porque acabei de ler o artigo “O armário” de José António Saraiva. Vou dar prioridade à questão que mais me assola neste momento e é a frase do jornal sensacionalista onde José António Saraiva escreve o seguinte: “Orgulho tem-se naquilo que foi obtido com o nosso esforço”.

 

José António Saraiva: “As ‘paradas gay' são um perfeito disparate”

JAS.jpg

“Sempre achei que o 'orgulho gay', as 'paradas gay' são um perfeito disparate. Orgulho porquê? Se, como os próprios dizem, ser homossexual é qualquer coisa independente da vontade, não se percebe que seja motivo de orgulho. Orgulho tem-se naquilo que foi obtido com o nosso esforço e o nosso trabalho.” As frases são de José António Saraiva, director do semanário Sol, num dos seus mais recentes artigos de opinião intitulado “O Armário”. “A admitir-se a parada do 'orgulho gay', teria de se aceitar uma parada do 'orgulho heterossexual' - com machos de fartos bigodes e abundantes pêlos no peito a desfilarem pelas ruas”, considera.

2012: 8 protestos e lutas pelos direitos LGBT que marcaram o ano

Marchas em Coimbra, Porto, Lisboa e Ponta Delgada e manifestações à porta do Coliseu de Lisboa e do Instituto Português do Sangue e da Transplantação. Recorda agora alguns dos momentos mais importantes do activismo LGBT ao longo de 2012.

 

 

2012: As 10 notícias mais lidas do ano

E quais as notícias mais lidas no dezanove.pt ao longo deste ano? Das mais de 600 notícias publicadas, o top das notícias mais lidas é dominado pela actualidade portuguesa. Na primeira posição surge a polémica crónica do director do Sol, que foi até destacada nos Prémios dezanove 2012. A resposta da discoteca Trumps a um contacto de um jornalista do mesmo semanário também consta desta lista.

 

Quais as personalidades mais homofóbicas de Portugal? Eles respondem

Quais as personalidades que mais se distinguiram pela negativa nestes últimos tempos pela intolerância contra a diversidade e pela sua homofobia? A resposta é dada pelos grupos Pride Azores, Free Zone, Diversity, Rede Positivo e Opus Gay que atribuíram os "Prémios Limão-Palmatoadas", coincidindo com o 17 de Maio, Dia de Combate à Homofobia e Transfobia. Na lista de premiados estão o deputado regional Pedro Medina (CDS-PP Açores), Isilda Pegado, José António Saraiva e José Marques Teixeira.

 

“Homossexuais contestatários” de José António Saraiva origina uma queixa na ERC

A crónica "Homossexuais contestatários", de José António Saraiva, originou uma queixa na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), avançou a instituição ao dezanove. O texto de opinião do director do Sol gerou alguma polémica por atribuir a homossexualidade à "revolta" e à "propaganda". A ERC irá agora analisar o caso.

 

 

Crónica de José António Saraiva dá origem a t-shirt e ajuda a identificar cão gay

"Senhor arquitecto, estou de preto, tenho um torcicolo e ando de elevador. Serei gay?" A empresa Cão Azul começou a comercializar uma t-shirt com esta frase, como resposta às reacções que a crónica de José António Saraiva está a gerar. A t-shirt, que pode ser adquirida online em várias cores, custa 11,95 euros.

 

 

José António Saraiva atribui homossexualidade à “propaganda” e à “revolta”

A última crónica de José António Saraiva, director do Sol, está a levantar polémica. Com o título "Homossexuais contestatários" o responsável pelo semanário apresenta uma particular percepção sobre a homossexualidade em Portugal. O ponto de partida é um "um rapaz dos seus 16 ou 17 anos. Pelo modo como coloca os pés no chão, cruza as mãos uma sobre a outra e inclina ligeiramente a cabeça, percebo que é gay". Tudo se passa no "edifício da Fnac do Chiado".